21 de Fevereiro: Dia de Avintes

Na Assembleia de Freguesia do dia 17 de Dezembro, foi aprovada por unanimidade a proposta da Audientis para instituir o dia 21 de Fevereiro como o Dia de Avintes.

Segue abaixo o detalhe da proposta.

 

Todas as pátrias reservam um dia do calendário anual para celebrar o seu dia. Esse dia, como uma bandeira, é erguida para anunciarurbi et orbi que existe e que é dedicado a celebrar a sua existência.

 

Tal como em muitos outros sítios, a pequena pátria de Avintes também têm uma data histórica fundacional e que a Audientis – Centro de Documentação e Investigação em História Local vem, hoje, propor a sua instituição pelos legítimos representantes do povo de Avintes.

 

Trata-se do dia 21 de Fevereiro, data que foi registada de maneira precisa e inequívoca no primeiro documento histórico que se conhece: a célebre escritura de Gondosendo Eriz, nobre aparentado aos reis de Leão, no ano 927, onde doa a villa Abientes in ripa flubio durio a suas filhas Ermesinda e Adosinda, documento à guarda do Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Corporações Religiosas, Mosteiro de Pedroso, Mç 1, Doc. 1 (AD – 927 Diplomata et Chartae nº XII).

 

Acresce que, de igual modo, o mês de Fevereiro tem sido historicamente escolhido pelos avintenses para fundar algumas das suas instituições e realizações, designadamente:


1 Fevereiro de 1988: promulgação da Lei 12/88 – passagem de Avintes ao título honorífico de Vila;

2 Fevereiro de 1889: Fundação do Clube Recreativo Avintense;

3 Fevereiro, século XVI: Festa evocativa a São Brás, que se celebrava desde muitos séculos na Quinta do Paço;

6 Fevereiro 1998: Fundação da Ilha Mágica – Projecto para a Infância e Juventude;

8 Fevereiro 1910: Fundação do Grupo Mérito Dramático Avintense;

16 Fevereiro 1996: Fundação da Onda Verde – Associação Juvenil de Ambiente e Aventura;

17 Fevereiro 1664: Carta de outorga do título de Conde de Avintes a D. Luis de Almeida, Primeiro conde (TT, RGM, D. Afonso VI, Lv. 3, fl. 448).

 

A instituição do Dia de Avintes serviria, de igual modo, para distinguir aqueles que por obras relevantes à comunidade avintense merecessem ser distinguidos e teria, ainda, a vantagem de descentrar algumas iniciativas que são acumuladas noutras datas e que, por serem celebrações nacionais, perdem toda a notoriedade e singularidade.

publicado por JFA às 17:37 | link do post | comentar