"Nuno Oliveira é o Presidente de Junta destemido."

Em entrevista ao Notícias de Avintes de Abril, Nuno Oliveira fala da obra já iniciada, projectos, criatividade, verdade, vontade e mudança.

 

De cabeça na Rua da Escola Central.

"Será entregue dentro de dias um orçamento para o arranjo da Rua da Escola Central e estou na disposição de canalizar para esta obra todos os meios que a  Junta tem para obras durante o mandato. Vamos atirar-nos a esta obra."

 

O trabalho dos primeiros meses.

"O mais importante que foi feito nestes meses foi organizar trabalho, re-arrumar a Junta. Deram-se passos de organização que agora nos permitem trabalhar com maior conforto, como a organização de arquivos. Ainda nos falta renovar o parque informático. (...) A casa tinha muito 'pó'. (...) Aqui não gastámos dinheiro, a não ser nas portas de vidro, por uma questão de conforto às funcionárias da secretaria."

 

Festa da Broa vai ter novos contornos.

"Nada pode cair na rotina! Mesmo a melhor iniciativa do mundo, se se mantiver igual durante 20 anos, perde a piada."

"O facto da festa deixar de ser no centro urbano pertuba os moradores e cria um problema de estacionamento. Se a Festa for na Quinta do Paço, como tudo indica, esses problemas estão resolvidos. Vamos aumentar o número de dias como forma de potenciar o esforço (...) Em dois fins-de-semana. Durante a semana fazem-se actividades na sede das associações e no fim-de-semana seguinte continua-se novamente. Temos o apoio da Gaianima."

 

"Há a ideia de criar um circuito de barco da Ribeira de Gaia para o Cais de Espinhaço durante a Festa."

 

Um Presidente que acolhe a diferença.

Foram recentemente atribuídas novas instalações a algumas Associações culturais de Avintes e às forças políticas: "Estamos num regime democrático, todos devem ter condições de trabalho."

Era algo que não acontecia anteriormente: "Somos todos diferentes. Mas é assim que tem que ser."

 

Os compromissos.

"É evidente que, quando fazemos um programa, temos mais liberdade de imaginação e de criação do que depois quando se vai para a prática cumpri-lo. (...) não tenho problemas em dizer que algumas das coisas lancei outras não consegui lançar. (...) Também não estou na corrida ao cumprimento estrito das medidas, até porque as prioridades mudam em função da realidade."

 

Cooperativa de Reabilitação Urbana.

"Era a coisa mais bonita que se podia fazer em Avintes mas estamos num momento de crise imobiliária. Deram-se alguns passos na formulação jurídica do modelo, mas não vale a pena sequer estar a lançar ideias. Quando houver uma conjuntura melhor."

 

Sem medo de críticas.

"A lei diz que o público tem meia hora para intervir nas reuniões públicas, em Avintes tem o tempo que quiser."

 

"O Livro Branco é um bloco de apontamentos que foi feito em cooperação com quem quis. Vai-nos servir de guia para dirigir esses problemas às entidades que têm competência."

 

O 25 de Abril.

"A Junta de Freguesia decidiu por unanimidade propor à Assembleia de Freguesia a atribuição de medalha de honra da freguesia a todos os ex-presidentes de Junta eleitos após o 25 de Abril. É um acto simbólico de homenagem ao poder local, e contamos com o consenso de todos os partidos. No dia 25 de Abril iremos atribuir essa medalha aos quatro presidentes eleitos. É a data certa para atribuir também os subsídios às colectividades."

publicado por JFA às 13:24 | link do post | comentar